segunda-feira, outubro 31, 2016
 O rio da vida segue seu curso e lá vamos nós. Tenho tido sonhos muito ruins. E tenho pensado e repensado também em tudo, principalmente em como o tempo tem escorrido por entre os meus dedos. Ontem mesmo, levei minha filha ao parque pra participar do desfile de halloween. Me dei conta do quanto ela está crescida. Pernas longas, o dorso erguido e esguio,  as feições de menininha estão sumindo. E ela só tem 7 anos. Por vezes, me pego pensando no futuro e me vejo meio perdida sem ela. Sofro. Choro, Engulo o pranto. Mas, é apenas o rumo natural das coisas, da vida, de nossa jornada. O bom é que ainda tenho tempo pra ir me trabalhando para esse desligamento, para esse modo "solo"de ser. Na minha cabeça, eu estou começando o tratamento para separações que estão por vir e que são certas de acontecer custe o que custar, doa a quem doer. No final das contas, somos todos sós. Deve haver alguma coisa em mim que afasta as pessoas. Talvez não, mas me sinto dolorida. Não que eu queira me trasnformar ou assumir o papel de vítima em tudo. O ar do ambiente em que me projeto tem tentado me dizer alguma coisa a meu próprio respeito que ainda não consigo respirar pura e profundamente. É, eu tenho estado triste, mas... I am working on it! 
Todo mundo sabe que é halloween aqui nos EUA e é uma graça como as pessoas levam a brincadeira a sério! Eu me divirto! Já a minha mãe, sofre. Ela acha que tudo é pecado, é parte do demônio e que devemos evitar essas coisas pra não trazer o mal pra nós, etc e tal. Embora já tenhamos conversado sobre muitas coisas de religião - e que eu até já frisei muito por aqui que não tenho e nem quero religião nenhuma! - vez por outra ela me sai com algum comentário pra me atingir e tentar me fazer sentir culpada por certas coisas. Ontem mesmo, ela não quis ir ao parque comigo, meu marido e Aninha. Por que? Era coisa do Halloween. Horas depois, avisei que iria buscar uma das pesquisadoras (do Brasil que está aqui fazendo ppesquisa pós-doc) e mamãe me avisou que iria comigo. Topei, entramos no carro. De repente, ela começou a falar que era errado isso e aquilo e que a bíblia diz assim e assado. Quando eu - calmamente - disse que ela pensava assim pelo simples fatos dela acreditar no que a bíblia dizia e que nem todo mundo tinha essa mesma crença e visão das coisas. Ela foi ficando nervosa, começou a falar mais alto e a dizer que eu tava lendo demais os livros filosóficos humanos e que somente a bíblia tinha inspiração divina. Mais uma vez eu disse: "Mas, mamãe, essa é a verdade pra voçê, mas se a pessoa não crê na bíblia o que vc fala é nada." Daí, ela se virou pra mim e disse "mas está escrito na bíblia que é o livro mais famoso e é a verdade da palavra de Deus. Voçê não acredita mais na bíblia?", eu disse: "Não". E fez-se o silêncio. Sei que ela está triste, magoada e outras coisas mais, mas não faz sentido concordar com tudo o que dizem e não ser honesta comigo mesma, né? I still am workning on this as well.

0 comentários:

Minhas fotos

www.flickr.com

About Me

Minha foto
Elis
Joao Pessoa -, PB e Illinois, United States
Visualizar meu perfil completo
http://meiroca.blogspot.com/. Tecnologia do Blogger.

eXTReMe Tracker

Quote of the Day

more Quotes

Seguidores

Tradutor

Blog Archive

Páginas